segunda-feira, agosto 07, 2006

Ao léo

É uma expressão que ouço desde pequena quando nos referimos a alguém que está por aí,á toa.
Ao léo,minhas palavras,
À toa meus amores,
Sentimentos tolos,banais,
Porém tão bons!
Suaves,refrescantes
Como uma brisa leve
em dia quente,
Como uma brisa suave,fresca
em hora de passeio ou descanso.

Pois é,não sou poeta mas o espaço é meu e posso perpretar as tolices que me vierem à cabeça,desde que não ofendam ninguém.Já ao bom gosto...Deixa pra lá.Inté.

6 comentários:

Lara disse...

Eu adorei o poemita!! =D
Boa semana amiga!!
Bju bju bju

tina disse...

Ora! Deixe que as musas te visitem e seja feliz!

Mello disse...

Ha-ha! Deixe de bobagem e escreva mais poemas. Blog é bom pra isso mesmo. Até eu "cometo" uns versinhos vez ou outra lá no "Notas". Obrigado pela visita e desculpe: não fui justo no meu comentário. Não sabia que ainda tinha outros visitantes tão silenciosos e queridos.
Beijos!
PS: Os comentários vão pro "éter". Lavo as mãos... eu aprovo 99,9% dos comentários que me chegam. Os seus, sempre. Quem gosta de catapultar as letras ao éter é esse tal de Blogspot.

cadê o ralo disse...

Ao Leo???? Quando entrei pensei que o poema fosse dedicado ao meu marido hehehehehe.... é o nome dele! Faço minhas as palavras do dr. mello aí em baixo. Eu também de vez em quando invento uns poeminhas e tasco la no blog! Beijos mil!
Daíza

cadê o ralo disse...

alias, dr. mello não está em baixo mas em cima! cruz credo não levem a mal essa troca de posição!!!

KikaRio disse...

Amiga querida escrever é uma arte assim como a medicina. Você é feliz em ambas as artes. Como você mesma diz: - O espaço é seu...
Escreva muito! Gostamos de ler o que escreve.
Para mim é bálsamo passear por suas raízes, lembranças. Acontecimentos, fatos, passado, futuro... Em fim... VOCÊ! Bjs